SOBRE NÓS “+

O CHE RG é um grupo de investigadores da Universidade do Porto no âmbito do clima, saúde e ambiente, que conta com a coordenação da Professora Doutora Ana Monteiro do Departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (Portugal).

ver mais...

PUBLICAÇÕES

Livros

 
 
 
Monteiro, A., (colab.), (2002), “Ambiente Urbano, Sistema Urbano Complementar”, Quaternaire Portugal, DGOTDU, Lisboa, 2002, 320 p.
 
 
 
 

Capítulos em livros

Monteiro, A., Carvalho, V., (2013) “Clima e Planejamento Regional” in Climatologia urbana e regional (Questões teóricas e estudos de caso), Editora Outras Expressões, Brasil, São Paulo.

Monteiro, A., (2013), “Riscos climáticos: hazards, áleas, episódios extremos” in Climatologia urbana e regional (Questões teóricas e estudos de caso), Editora Outras Expressões, Brasil, São Paulo.

Monteiro, A., Carvalho, V., (2013), “Uma abordagem metodológica para avaliação de eventos climáticos extremos” in Climatologia urbana e regional (Questões teóricas e estudos de caso), Editora Outras Expressões, Brasil, São Paulo.

Monteiro, A., Madureira, H., (2012), “El clima urbano de Oporto. Oportunidad para repensar la sustentabilidad del territorio y retomar los ritmos de la naturaleza", libro coletivo Hábitat sustentable, Universidad Autónoma Metropolitana (UAM), México, 2012.

Monteiro, A., Madureira, H., Velho, S., Menezes, T., Almeida, M. (Contrib.), (2010), “Assessment of Quality of Suburban Building Stock Case Study: Bairro da Bouça, Porto, Portugal” in COST Action TU0701 Improving the Quality of Suburban Building Stock, financiado pela Fundação de Ciência Europeia, editado por Department of Building & Civil Engineering Faculty for the Built Environment University of Malta, 2010, p. 307-319.

Monteiro, A., (2009), “Desenvolvimento, Sustentabilidade ou a busca por um melhor índice de felicidade bruta – o contributo da climatologia urbana”, Geografia, Tradições e Perspetivas: Interdisciplinariedade, meio ambiente e representações, A. Lemos, E. Galvani (org.), Clacso & Expressão Popular, São Paulo, 2009.

Monteiro, A. (Contrib.), (2008), “Survey of Agrometeorological Practices and Applications in Europe Regarding Climate Change Impactes in Cost Action 734 – Impact of Climate Change and Vulnerability on European Agriculture”, financiado pela Fundação de Ciência Europeia, Editado por Pavol Nejedlik & Simone Orlandini, 2008.

Monteiro, A., (colab.), (2005), “Condições Naturais da Região Demarcada do Douro”, in História do Douro e do Vinho do Porto, vol I, cap I, IVDP e GEHVID, Edições Afrontamento, Porto, 2005, p. 9-19.

Pinho, P., Monteiro, A., (1999), “Qualidade do ambiente e Ordenamento do Território da Região Norte”, in Região Norte de Portugal – Atualizar e Aprofundar o Conhecimento, Santos, L., Bessa, D., (org.), Biblioteca das Ciências do Homem, Edições Afrontamento, Porto, 1999, p.13-27.

Artigos em revistas científicas

Monteiro, A., Velho, S., Almeida, M., (2013), “Health heat stress in Porto Metropolitan Area- a matter of temperature or (in)adaptation?”. DIE ERDE - Zeitschrift der Gesellschaft für Erdkunde (Submetido, a aguardar revisão).

Monteiro, A., Carvalho, V., Velho, S., Sousa, C., (2013), “The accuracy of heat index to explain the excess of mortality and morbidity during heat waves – a case study in a Mediterranean climate”. Bulletin of Geography. Socio–economic Series No. 20 (2013): 71–84

Rodrigues, M., Rocha, A., Monteiro, A., (2013), “Evaluation of the Weather Research and Forecasting (WRF) Model over Portugal: Case study”. In Journal: Geophysical Research Abstracts, Vol. 15, issue: EGU2013-46-8. Copernicus GmbH, European Geoscience Union. 

Monteiro A., Carvalho V., Oliveira T., Sousa C., (2013), “Excess mortality and morbidity during July 2006 Heat Wave in Porto, Portugal”, Int J Biometeorol 57: 155-167 (DOI: 10.1007/s00484-012-0543-9).


2012

Monteiro, A., Carvalho, V., Góis, J., Sousa, C., (2012), “Use of “Cold Spell” indices to quantify excess chronic obstructive pulmonary disease (COPD) morbidity during winter (November to March 2000–2007): case study in Porto”, Int J Biometeorol DOI 10.1007/s00484-012-0613-z (6 July 2011/Revised: 20 November 2012/Accepted: 20 November 2012).

Monteiro, A., Carvalho, V., Sousa, C., (2012) “Morbidity during cold spells in a mild winter contexts like Portugal – climate or vulnerability?” International Journal of climatology (Submetido, a aguardar revisão).

Monteiro, A., Carvalho, V., Velho, S., Sousa, C., (2012), “Indexes to anticipate negative impacts of heat waves in urban Mediterranean Environments”. In Journal: Geophysical Research Abstracts (ISSN: 1607-7962), issue: EGU2012-1356-1. Copernicus GmbH, European Geoscience Union.

Monteiro, A., Velho, S., Góis, J., (2012), “A importância da fragmentação das paisagens urbanas na Grande Área Metropolitana do Porto para a modelização das ilhas de calor urbano – uma abordagem metodológica”, Revista de Geografia da Faculdade de Letras, Universidade do Porto, série III, 1. 

Rodrigues, M., Monteiro, A., Rocha, A., Quénol, H., Freitas, J., (2012), “Application of Bioclimatic Indexes to the Characterization of the Viticulture Aptitude within the Demarcated Douro Region”, In journal: Geophysical Research Abstracts (ISSN: 1607-7962), issue: EGU2012-14338, Copernicus GmbH, European Geoscience Union.

Rodrigues, M., Rocha, A., Monteiro, A., (2012), “Prediction of Frost Risks and Plagues using WRF model: a Port Wine region case study”. In Journal: Geophysical Research Abstracts (ISSN: 1607-7962), issue: EGU2012-14339. Copernicus GmbH, European Geoscience Union.


2011

Margarete, A., Monteiro A., (2011), “As temperaturas intraurbanas: exemplos do Brasil e de Portugal”, Confins nº13, http://confins.revues.org/7284, (DOI: 10.4000/confins.7284), Segundo a classificação da CAPES a revista Confins é A2.

Monteiro, A., Carvalho, V., Velho S., Sousa, C., (2011), “Assessing and monitoring urban resilience using COPD in Porto”, Science of the Total Environment, (DOI information: 10.1016/j.scitotenv.2011.11.009), ISI Web of Science, Scopus, 2010 Impact Factor: 3.190; 5 -Year Impact Factor: 3.366.

Rodrigues, M., Monteiro, A., Quénol, H., (2011), “Climate observation and modeling over land vines in the context of climate change: a Douro Region case study”, Geophysical Research Abstracts (ISSN: 1607-7962), issue: EGU2011-5350-2, Copernicus GmbH, European Geoscience Union, ISI Web of Science.

Luchian, A., Rodrigues, M., Monteiro, A., Luchian, D., Luchian N., (2011), “Climate Change Impact in the North-East Romania”, Geophysical Research Abstracts (ISSN: 1607-7962), issue: EGU2011-12407-2, Copernicus GmbH, European Geoscience Union, ISI Web of Science.

Rodrigues, M., Pina, H., Monteiro, A., Luchian, A., (2011), “Geography in the Physics Classroom - An Interdisciplinary Approach”, Geophysical Research Abstracts (ISSN: 1607-7962), issue: EGU2011-4105-9, Copernicus GmbH, European Geoscience Union, ISI Web of Science.

Rodrigues, M., Monteiro, A., Pina, H., Quénol, H., Freitas, J., (2011), “Contribution of the Agriculture Advices in the Prevention and Evaluation of Risks in Vineyard within the Demarcated Douro Region”, In Geophysical Research Abstracts (ISSN: 1607-7962), issue: EGU2011-4111-7, Copernicus GmbH, European Geoscience Union, ISI Web of Science.

Rodrigues, M., Rocha, A., Monteiro, A., Quénol, H., (2011), “Simulation of the Climatic Risks episodes in the Demarcated Douro Region Vineyards using the WRF model”, Geophysical Research Abstracts (ISSN: 1607-7962), issue: EGU2011-200-11, Copernicus GmbH, European Geoscience Union, ISI Web of Science.


2010

Amorim, M., Monteiro, A., (2010), “Episódios extremos de precipitação e fragilidade dos ambientes urbanos: exemplos de Portugal e do Brasil”, in «Territorium», nº 17, p. 5-15, (ISBN: 978-989-96253-2-7) (ISSN: 1647-7723).

Monteiro, A., (2009), “As cidades e a precipitação – uma relação demasiado briguenta”, Revista Brasileira de Climatologia, Publicação da Associação Brasileira de Climatologia, Ano 5, Volume 5, setembro, p. 7-25, (ISSN: 2237-8642).


2009

Monteiro, A., Amorim, A., Sousa, E., (2009), “Utilização do Cadastro Territorial Multifinalitário na gestão de riscos”, Territorium, nº16, Coimbra, p. 25-30, (ISBN: 0872-8941).  


2008

Lombardo, M., Monteiro, A., (2008), “Turismo, ordenamento territorial e sustentabilidade: a realidade do litoral do Nordeste Brasileiro e da Ilha do Sal (Cabo Verde)”, Geografia, Rio Claro, S. Paulo, Brasil, p. 1-10 (no prelo).


2007

Monteiro, A., (2007/2008), “As cidades e a precipitação – como mediar uma relação cada vez mais conflituosa”, Riscos e Ambiente, Inforgeo, Associação Portuguesa de Geógrafos, p. 9-23. 

Quénol, H., Monteiro, A., Maciel, A. (2007), “Réchauffement climatique, quels impacts probables sur les vignobles ? Global warming, which potential impacts on the vineyards?”, Le Centre de Recherches de Climatologie UMR CNRS 5210 de l’Université de Bourgogne, Dijon, 28 - 30 Mars/March 28 - 30, p. 1-16.

Quénol, H., Monteiro, A., Beltrando, G., (2007), ”Evolution récente des terroirs viticoles dans la région do Entre Minho e Douro (nord du Portugal)”, Revue Internationale de Géomatique, numéro spécial, Observation et analyse de la transformation des territoires ruraux en Europe de l’Est et de l’Ouest, vol. 17/1, pp. 91-106


2006

Maciel, A., Monteiro, A., Quenol, H., Beltrando, G., (2006), ”Extremos térmicos e vulnerabilidade num vinhedo do Entre Douro e Minho”, Finisterra, Vol. 42, Nº 83, CEG, Lisboa, p. 23-45, (ISSN: 0430-5027).

Quénol, H., Maciel, A., Monteiro, A., Beltrando, G., (2006), “Variabilidade espacial do gelo primaveril nos vinhedos do Vinho Verde (Portugal)”, Geografia, Mato Grosso, Brasil (no prelo).


2005

Monteiro, A., (2005), “Da Serra do Pilar com vista para o aquecimento global”, Revista da Universidade do Porto, nº 16, junho, p. 22-23.

Monteiro, A., (2005), “Sistema Climático: uma questão de escala de abordagem na investigação, na comunicação e na ação”, Revista da Universidade do Porto, nº16, junho, p. 25.


2004

Quénol, H., Maciel, A., Monteiro, A., Beltrando, G., (2004), “Mesures climatiques aux échelles fines (météorologiques et agronomiques) et variabilité spatiale du gel printanier dans le vignoble de Vinho Verde“, Norois, 193, p. 117-132.

Quenol, H., Beltrando, G., Monteiro, A., Maciel, A., (2004), “Variabilité spatiale du climat aux échelles fines dans le vignoble de vinho verde“, XIXè Colloque de l’Association Internationale de Climatologie, Septembre 2004, Caen, 357-360.


2002

Madureira, H., Monteiro, A., Ferreira, C., Pinto, A. , (2002), “La productivité agricole du NW portugais et les manifestations des changements climatiques”, Publications de L’Association Internationale de Climatologie,2002, vol.14, p.120-126

Monteiro, A., (2002), “A fragilidade de um país que ignora o seu clima”, Revista da Universidade Moderna do Porto, nº 5, Coleção Ciências do Ambiente, Universidade Moderna, Porto, novembro, p. 297-317.


2001

Monteiro, A., (2001/2002), “Importância dos espaços verdes para a promoção do Conforto Bioclimático e da Qualidade do Ar na cidade do Porto”, Estrutura Ecológica Urbana-Carta Verde da Cidade do Porto (coord APARTE para a CMP), Porto, p. 1-24.

Monteiro, A., (2001), “La productivité agricole du NO portugais et les manifestations des changements climatiques”, XIV Colloque International de Climatologie, 12/15 Septembre 2001, Seville, Espagne. 

Monteiro, A., (2001) “La fragilité d’un pays qui se développe en ignorant l’irregularité des précipitations: une réflexion sur le chaos provoqué par la pluie au cours de l’hiver 2000/2001 dans la zone de Porto”, XIV Colloque International de Climatologie, 12/15 Septembre 2001, Seville, Espagne.

Monteiro, A., (2001), “O reconhecimento oficial da importância da climatologia em Portugal (1850-1900)”, Revista da Faculdade de Letras, História. Porto, III Série, vol. 2, pp. 167-174.

Monteiro, A., (2001), “O impacte da poluição atmosférica na precipitação ao fim de semana – um estudo de caso no Porto (1978-1998)”, Territorium, nº 8, Coimbra, p. 69-75, (ISSN: 0872-8941).


1999

Monteiro, A., Madureira, (1999), “Potenciais impactes no Conforto Bioclimático do Parque da Cidade gerados pelo Projeto de Qualificação da Avenida Marginal do Parque da Cidade do Porto”, Projeto de Ampliação do Parque da Cidade-CMP, Porto, p. 1-13.

Monteiro, A., (1999), “O edifício da FLUP é um edifício doente? Algumas reflexões sobre o conforto bioclimático em espaços interiores”, Revista da Faculdade de Letras, Geografia, I Série, vol.XII/XIII, 1996/97, FLUP, Porto, p. 5-38.

Monteiro, A., (1999), ”Clima-Qualidade do ar-Saúde: um nexo de causalidade (in) desejável para o Homem?”, Revista da Faculdade de Letras, Geografia, I Série, vol.XII/XIII, 1996/97, FLUP, Porto, p. 39-71.


Teses e dissertações

Doutoramentos

2013 

Maria Augusta Moreno, “La búsqueda de uma metodologia para la lectura de los escenarios de riesgo en el território”, Programa Interdepartamental de doctorado el medio ambiente natural y humano en las ciências sociales na Faculdade de Geografia da Universidade de Salamanca.


2008 

Helena Madureira, “A infra- estrutura verde da Bacia do Leça: uma estratégia para o desenvolvimento sustentável na Região Metropolitana do Porto”, Doutoramento na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.


Mestrados

2012 

Alice Maria Salgado Gonçalves, “Metodologias estatísticas aplicadas à relação entre eventos climáticos extremos, saúde e desigualdades socioeconómicas na Grande Área Metropolitana do Porto”, Mestrado em Estatística do Departamento de Matemática e Aplicações da Escola de Ciências da Universidade do Minho.

Maria Susana Montano García dos Santos Castro, "Evaluación de la importancia de uma Estructura Ecologia Urbana para la calidad del aire y para la salud - estudio de caso: centro histórico de la ciudad de México, Delagación Cuauhtemoc", Mestrado em Riscos, Cidades e Ordenamento do Território do departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Luís Carlos Santos Fonseca, “Definição de áreas homogéneas para a distribuição de enfermeiros de família para a unidade familiar da nova via – ACES Espinho-Gaia”, Mestrado em Sistemas de Informação Geográfica e Ordenamento do Território do departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Paula Cristina de Sousa Meireles, “Contributo dos SIG para a identificação do contexto biogeofísico e socioeconómico dos maiores de 64 anos. Estudo de caso: ACES Espinho/Gaia”, Mestrado em Sistemas de Informação Geográfica e Ordenamento do Território do departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Marta Isabel Pinto da Silva, “Contributo dos SIG na análise da distribuição da Obesidade, Diabetes e Hipertensão: estudo de caso nas Unidades de Saúde Familiar do ACES Espinho/Gaia”, Mestrado em Sistemas de Informação Geográfica e Ordenamento do Território do departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Leonor de Barros Sousa Mendes, “De que é que se fala quando se fala de RAN e REN?”, Mestrado em Riscos, Cidades e Ordenamento do Território do departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Vera Lúcia Almeida da Silva, "Vulnerabilidades socioeconómicas e ambientais em episódios térmicos extremos"., Mestrado em Riscos, Cidades e Ordenamento do Território do departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Mário José Ramires Monteiro de Almeida, “Fundamentação teórica para a criação de um sistema de alerta e resposta online durante episódios térmicos de calor extremo para uma unidade de saúde da GAMP”, Mestrado em Riscos, Cidades e Ordenamento do Território, do departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Sara Velho, “O efeito dos espaços verdes no contexto bioclimático. Os jardins de Serralves”, Mestrado em Sistemas de Informação Geográfica e Ordenamento do Território do Departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Susana Augusta Saraiva de Sousa, “O estado de saúde dos idosos portuenses expresso pelos internamentos por GCD4, bronquite & asma, pneumonia e tuberculose, em momentos de ondas de calor, maio a setembro (2000 – 2007)”, Mestrado em Riscos, Cidades e Ordenamento do Território do departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.


2011

Maria Emília Moreira, “Os contextos biofísico e socioeconómico portuenses e o agravamento da saúde de indivíduos com AVC, Dispneia & Asma e Dor Torácica, expresso pelas entradas diárias na urgência do HGSA (2005-2008)”, Mestrado em Riscos, Cidades e Ordenamento do Território do departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Liliana Ferreira, “O Zonamento Acústico no Concelho da Maia: análise e reflexão crítica”, Mestrado em Riscos, Cidades e Ordenamento do Território do departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Gabriela Marques Pinheiro, “Análise dos impactes da precipitação no ambiente urbano de Bauru, S. Paulo”, Mestrado em Geografia da Universidade Federal do Paraná.

Ana Paula Fontão Oliveira, “Contribuição dos Sistemas de Informação Geográfica para a avaliação de cenários no processo de Avaliação Ambiental Estratégica”., Mestrado em Sistemas de Informação Geográfica e Ordenamento do Território do Departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Rosa Faria, “Paroxismos climáticos na região do porto - estudo comparativo entre os períodos de 1900-1919 e 1988-2007 - Contributo para o estudo das alterações climáticas à escala regional”, Mestrado em Cidades, Riscos e Ordenamento do Território do Departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Filipe Esteves, “O contributo dos SIG para compreender a relação entre os episódios extremos de temperatura e de variabilidade térmica na época de transição primavera – verão e a ocorrência de enfartes de miocárdio no concelho do Porto”, do Mestrado em Sistemas de Informação Geográfica e Ordenamento do Território do Departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.


2008

Maria João Moreira Nunes, “A avaliação ambiental estratégica em Paredes – uma aproximação metodológica”, Mestrado em Cidades, Riscos e Ordenamento do Território do Departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. 

Ângela Andrade, “De que forma as condições socioeconómicas e ambientais influenciam o projeto de vida dos alunos do 9º ano?”, Mestrado em Cidades, Riscos e Ordenamento do Território do Departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. 

Rute Macieirinha, “A perceção da precipitação pelo cidadão em meio urbano", Mestrado em Cidades, Riscos e Ordenamento do Território, do Departamento de Geografia da Faculdade de Letras Universidade do Porto.


2006

Vânia Carvalho, “Contributos bioclimáticos para o planeamento urbano sustentável – Medidas de mitigação e de adaptação enquanto respostas às alterações climáticas”, Mestrado de Planeamento e Projeto do Ambiente Urbano, da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.


2000

Deolinda Teixeira Dias, “O clima urbano de Matosinhos”, Mestrado Dinâmicas Espaciais e Ordenamento do Território do Departamento de Geografia.

Helena Madureira, “Processos de Transformação da estrutura verde no Porto”, Mestrado de Planeamento e Projeto do Ambiente Urbano.


1998

Fernando Miguel Nogueira, “Urbanismo Marginal: Esmoriz e Cortegaça”, Mestrando do Mestrado de Planeamento e Projeto do Ambiente Urbano.

Jorge Manuel dos Santos Oliveira, “A Reserva Ecológica Nacional. Contribuição da geografia para a eficácia deste instrumento no planeamento e ordenamento do território”, Mestrado Dinâmicas Espaciais e Ordenamento do Território do Departamento de Geografia.